Rafaela Reis

Salva-Vidas AmazôniaPerfil dos MissionáriosLeave a Comment

 
Image
RAFAELA REIS
37 ANOS
RIO GRANDE / RS
COORDENAÇÃO DE SAÚDE
 
 

PROFISSÃO / ÁREA DE FORMAÇÃO

Coord. de Saúde - Graduação em Enfermagem, Especialização em Gestão do Social e Gerenciamento de Emergência e Desastres

HOBBIES E INTERESSES PESSOAIS

Estar com minha família e com amigos. Conversar, andar de barco, ler e conhecer novas culturas.

LIVRO PREDILETO

A Bíblia e "Cristianismo Puro e Simples" (C.S. Lewis)
UM SONHO DE INFÂNCIA
Conhecer o mundo todo!
UM SONHO ATUAL
Trabalhar na obra médico missionária pra sempre e conhecer o mundo todo!

HÁ QUANTO TEMPO ESTÁ SERVINDO NA AMAZÔNIA

Desde 2017

POR QUE ESCOLHEU A AMAZÔNIA?

Em 2011 meu esposo e eu viemos para uma missão de 30 dias no interior de Coari. Foram dias maravilhosos, cheios de novidades, desafios e muuuuitos mosquitos e mucuins. Conheci uma pessoa que me inspirou e que lembrava sempre, o dr. Ricardo Faria. Vi nele algo incomum, homem desapegado do mundo, humano e instrumento de Deus, médico missionário "raiz". Quando voltei pro sul sempre lembrava de tudo com paixão pela causa. Mas em 2016 Deus chamou e depois de uma longa história meu marido, eu e nossa pequena Luísa voltamos agora em definitivo para esta terra que amamos muito. Sinto que apesar de ser a pessoa que sou, Deus foi durante muito tempo me preparando para o trabalho que executo aqui e a cada dia me mostra novas coisas e caminhos.

O QUE ME MOTIVA A PERMANECER NO CAMPO MISSIONÁRIO?

O trabalho missionário é desafiador, porque faz tu usar todos os recursos (mentais, físicos, emocionais e financeiros) e gosto muito de desafios. Por estar vivendo a realidade do povo, entendo o motivo de estar aqui. Deus mostra todos os dias isso. A gente acaba sendo cada vez menos eu e mais o outro. Acho que isso é o que me motiva. Ahhh outra coisa sobre motivação é ter a possibilidade de criar uma criança nesse ambiente. Dar oportunidades diferentes, experiências reais e ajudar o filho a participar do trabalho também me motiva.

CONTE ALGUMA EXPERIÊNCIA QUE TE MARCOU EM SEU TEMPO DE SERVIÇO COMO MISSIONÁRIO NA AMAZÔNIA

Acho que uma experiência marcante foi quando vivenciei o momento de um parto de uma mulher indígena. Foi um momento único, onde Deus me oportunizou muito aprendizado. O parto foi em um hospital, local somente acessado em caso de muita necessidade por determinada etnia indígena. Esta etnia é considerada de recente contato, sendo muitos aspectos culturais de grande impacto na sociedade deles. Um desses aspectos é o parto. Na cultura deles este evento possui muitos significados, indo muito além do nosso entendimento. Depois de estudar e de conversar com gente entendida na cultura daquele povo pude entender as reações daquela mulher, e perceber o quanto eu poderia ter sido relevante pra ela naquele momento e não fui, por total desconhecimento. Aquele momento me oportunizou reflexão e que cada vez mais Deus precisa me capacitar para ser instrumento em momentos inesperados.

VOCÊ JÁ PENSOU EM DESISTIR E IR EMBORA DO CAMPO MISSIONÁRIO? O QUE TE FEZ PERMANECER?

Já pensei sim! Deus me fez permanecer, me dando discernimento e me dando força todos os dias. Tenho aprendido a ser mais paciente, a entender mais o outro, a ter domínio próprio sem perder minha essência. Como minha vida e da minha família são dEle, Ele nos faz permanecer felizes aqui.

SE VOCÊ FOR PENSAR EM SUA VIDA DAQUI 10 ANOS, ONDE VOCÊ GOSTARIA DE ESTAR E FAZENDO O QUÊ?

Nossa... Espero que daqui a 10 anos Jesus já tenha voltado e que já estejamos no céu, de verdade! Mas se Ele não tiver voltado, desejo estar ainda trabalhando na obra onde Ele quiser, em qualquer lugar. Talvez um hospitalzinho pequeno no interior da África ou da Ásia seja uma boa pedida. Tenho certeza que Ele sabe muito melhor que eu do que preciso e do eu quero, então...

VERSO BÍBLICO FAVORITO

Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver.
Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?
E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos?
E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?
E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.

Mateus 25:35-40

 

Deixe uma resposta