Deus já Sabia

Salva-Vidas AmazôniaBlog da Base de BarreirinhaLeave a Comment

Desde o momento em que fui chamado por Deus para trabalhar no interior da Amazônia, vi Ele falando comigo de uma maneira tão clara como nunca tinha vivido antes. Já antes de vir, a Luana, nossa coordenadora me falava que aqui é um lugar especial de conexão com Deus, e vindo pra cá vi que isso é verdade. De uma maneira incrível Deus tem falado comigo. Eu sei que antes não ouvia direito a voz dEle pela distancia em que ficava dEle, mas aqui as coisas mudaram.

A primeira resposta incrível de Deus veio cedo e tinha relação com o lugar que iria morar. Quando fazemos o curso preparatório a gente já recebe o local onde vai atuar, e desde que estava em casa, na minha cidade, eu orava pra que fosse uma comunidade indígena, mas vi no site do Salva-Vidas que o projeto atendia apenas uma comunidade indígena, sendo as outras ribeirinhas e quilombolas. Pedi muito a Deus pra que fosse essa, chamada Umirituba, que pertence à tribo Sateré-Mawé. Chegando aqui soube que não seriam atendidas outras aldeias indígenas nesse envio de missionários da nossa, apenas essa. Desanimei um pouco, mas continuei, mesmo sem tanta fé, pedindo a Deus. Já havia feito vários planos em minha cabeça de como iria atuar lá, buscava já aprender sobre a língua deles, me imaginava na aldeia tentando me comunicar com eles, tentando visitar locais sem a presença adventista e tudo mais.
Nesse momento foi que Deus me respondeu. Como se fosse um presente do céu e a resposta incrível de um pedido vacilante, Ele me chamou justamente para lá e hoje moro em Umirituba, no meio dos Saterés, com meu dupla Jorge e com um povo feliz que me recebeu de braços abertos. É um campo cercado de dificuldades (de comunicação, geográficas, espirituais…), mas muito abençoado por Deus estar lá.

É muito louco olhar para trás e pensar que eu orava ainda antes de vir para o Salva-Vidas para estar onde estou, ainda que nem soubesse como funcionava o envio de cada dupla para seu campo, ainda que as chances de acontecer fossem pequenas. Mas Ele me atendeu, me mandou especificamente para lá, e agora precisamos de suas orações, assim encontraremos forças para que esse trabalho possa encontrar corações sinceros e dispostos a se unir à gente no discipulado de Jesus. Peça a Deus, e se Ele quiser, vai acontecer!

Lucas Luiz dos Santos

Compartilhe

Sobre o Autor

Salva-Vidas Amazônia

Facebook Twitter

Somos um grupo de voluntários da Igreja Adventista do Sétimo dia, que trabalha em comunidades ribeirinhas no interior da Amazônia, levando Cristo para aqueles que ainda não O conhecem

Deixe uma resposta