Os Óculos que não Flutuaram

Fernando BorgesBlog da Escola de MissõesLeave a Comment

A gente sempre aproveita a época de cheia do Rio, para dar uns mergulhos depois do trabalho, e nesse dia, depois de terem terminado as atividades práticas da tarde, a Thailinny e as outras meninas da turma aproveitaram para nadar no lago que cerca o terreno do projeto. Acontece que a Thay usa óculos… e entre um mergulho e outro os óculos foram perdidos. De noite no nosso culto, nós pedimos a Deus pelos óculos que foram perdidos no rio, já que sem óculos a Thay não podia ver quase nada.

No culto da noite, nós oramos e nos lembramos de uma história na bíblia parecida, que também aconteceu em uma escola de missões. Eliseu e alguns meninos foram cortar lenha, e o machado de um rapaz (que ainda por cima era emprestado) afundou. Eliseu orou e pelo poder de Deus o machado flutuou ( 2 Reis 6:1-7). Nós não éramos nenhuma espécie de profeta Eliseu, mas conhecíamos esse mesmo Deus que foi poderosamente atuante na Bíblia, e assim, ousamos pedir.

Um novo dia começou, e no culto, às 6:30 oramos mais uma vez pelo “pedido especial” da Thay. Nós cremos que o mesmo Deus que move montanhas e fez um machado flutuar, está ainda hoje a operar. As vezes o que acontece é que a gente não pede, e por isso os milagres não acontecem com frequência. Outras vezes eles até acontecem, mas a gente infelizmente acaba achando que são “coincidências”, e o poder de Deus acaba não sendo assim revelado. Por outro lado, mesmo sabendo que nosso Deus nunca falha ao responder, aprendemos que nem sempre Sua resposta é sim, porque Ele enxerga além do que nossos débeis olhos conseguem ver. Então, deixamos que Deus fizesse segundo Sua vontade.

Depois do culto, no café da manha o improvável aconteceu. Um dos voluntários que era responsável pelas embarcações apareceu com um par de óculos nas mãos. Sabe o que ele disse? Naquela mesma manhã exatamente às 6:30, ele teve vontade de mergulhar mais uma vez e ver se Deus não o ajudava a encontrar os óculos da Thay. O rio é limpo, mas de água bem escura e de difícil visibilidade, mesmo assim, no primeiro mergulho, quando sua mão tocou o fundo, ele sentiu que eram os óculos da Thay que estavam lá.

Em Mateus 21:22 fala que : “Tudo quanto pedirem em oração, se crerem, vocês receberão.” Precisamos crer que Deus ainda atua em nossos dias. Ele opera grandes milagres, mas também se preocupa com pequenos detalhes da vida dos seus filhos como um par de óculos em um rio escuro.

Deixe uma resposta